King for a Day… Fool for a Lifetime – 17 anos!

“]

“I think it’s us being us, more than anything. I think we finally had the resources to be us on this record.” - Mike Patton ["Faith No More" - CMJ New Music Monthly, April 1995

Hoje o quinto álbum de estúdio da banda Faith no More completa 17 anos. Pois é, estamos ficando velhos.
Para comemorar, segue um resumo de coisas que já foram postadas lá no Pattonism.

O álbum marca a saída do até então guitarrista Jim Martin. Como já era notável no álbum anterior (Angel Dust, 1992), o guitarrista que já estava em outro ritmo sai da banda e Trey Spruance (um dos criadores do Mr. Bungle e Secret Chiefs 3) participa das gravações de King for a Day, mas não chega a participar de nenhum apresentação ao vivo. Durante a turnê do álbum, o roadie da banda Dean Menta [ da banda Duh!] assume a guitarra.

A “genre shuffle“, como muitos o definem, King for a Day é realmente um álbum com diversos gêneros/ritmos conversando entre si: do Country para Jazz, passando por Gospel.


Não é Campinas; é Paolínea!: Faith no More durante apresentação na edição de 2011 do SWU Festival.

 

Deixemos de lado os estresses e preocupações bem observados em algumas entrevistas da época e vamos focar no que é bom?

“]

A arte do álbum foi retirada de Flood! graphic novel de Eric Drooker [para acessar na integra, clique na imagem

“We’re just trying to write in different ways. I think you just get as much power in a melody as you can out of just straight ahead discordant chord-bashing rock. There’s a different kind of tension. If there is a something I can be critical about our past records is, there isn’t as much dynamics and there isn’t a lot of slow, subtle tension. I really do want to learn how to do that as an artist and be able to develop that ability. We all do.” — Billy Gould [Faces Magazine, 1995]


Show da banda durante o Monsters of Rock Festival, Santiago, no Chile. Trocas de cuspes e um pouco de Take that!

Depois de 16 anos eis que Trey Spruance sobe ao palco com Faith no More durante o show realizado em Santiago, no Chile.

A little joke that’s understood : Trey Spruance e Faith no More juntos ao vivo pela primeira vez no Chile, 2011 – nenhum registro oficial do show foi disponibilizado. Será que vem um DVD por aí?

Reviews:

A capa do disco em versão lego, por Debonweb.

A capa do disco em versão lego, por Debonweb.

Rolling Stone
“Among the best cuts are “Ricochet,” a portentous anthem reminiscent of “Epic”; “Digging the Grave,” which has a grungy feel that isn’t completely ruined by Patton’s histrionic screaming; “Take This Bottle,” a country alchy ballad worthy of George Jones; and “King for a Day,” a haunting reverie anchored by Roddy Bottum’s atmospheric keyboards.”

Spin
“Patton has finally abandoned his adenoidal Dickies whine for a more nuanced Jello Biafra-as-Tom Jones thing, which works better than you might think. Though the music still careens from genre to genre as casually as most bands go from chord to chord–there’s a song here for every radio format, and you may grow to despise the “Sukiyaki”-flavored blue-eyed-soul song “Just a Man”–King for a Day is never less than coherent, which is more than you can say for Primus.”

Não acaba quando termina, parafraseado Bial.
Acompanhem pelo Facebook, por ali e pelo twitter.

About these ads

4 thoughts on “King for a Day… Fool for a Lifetime – 17 anos!

  1. Pingback: [Pattonianas] King For a Day… Fool For a Lifetime | 17 anos « PATTONISM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s