Billy Gould -The Talking Book – Confira todas as informações no Rio e São Paulo

bill_gould_jared_blum_1

Billy Gould, compositor e membro-fundador da banda Faith no More virá ao Brasil em Agosto juntamente com Jared Blum e Dominic Gramp, apresentando seu projeto The Talking Book em 3 apresentações divididas entre o  Sesc Araraquara( Festival de Inverno), Sesc Belenzinho, SP e Audio Rebel, no Rio de Janeiro.  A turnê percorrerá Santiago e Valparaíso, Chile e Buenos Aires, Argentina.

Sesc Belenzinho 01/08 às 21:30 hs
Classificação: 18
Ingressos: R$ 6,00 R$ 12,00 R$ 24,00
à venda no portal SESCSP a partir de 25/07/2013 14:00Hs

Sesc Araraquara – SP 02/08 às 20 Hs – Festival de Inverno
Classificação: Livre
Ingressos: Grátis – *Retirada de ingressos a partir do dia 19/7

Audio Rebel (Quint Avant ) Rio de Janeiro
04/08 às 20 Hs
Ingresso: Antecipado R$30,00 / na porta R$35,00

Confirme presença e acompanhe o evento pelo Facebook 

The Talking Book
Lançado em 2011 como uma experiência de estúdio que resultou no disco The Talking Book, o projeto transformou-se em performance musical onde os artistas utilizam-se de efeitos, osciladores, baixo, guitarra, colagens sonoras,chiado de vinil e variação de altura. A referência é a música eletroacústica, a noise music, o drone (estilo musical minimalista, que enfatiza o uso de sons sustentados ou repetidos) e o rock.

O resultado trouxe algo totalmente inesperado aos ouvintes, em uma produção sonora com diversos ingredientes e técnicas, como chiado de vinil, variação de altura por fit (tape wharble), drones extravagantes amontoados em uma maçaroca harmônica, com pulsos de baixo profundos. Melodies extasiantes de guitarra, órgão, osciladores e voz desenvolvem, lentamente, a visão de uma foto desbotada, uma beleza cênica em um estado de decomposição, ou, nas palavras de Nils Quak, da UK/Fluid Radio; “a sonic joyride par excellence”.

No entanto, após o lançamento do projeto, diversas ofertas de apresentações acabaram transformando o “The Talking Book” em um conceito de performance ao vivo, partindo de um mero projeto de estúdio para uma espontaneidade ao vivo, combinando projeções de imagens, performance humana junto com as texturas ricas e tecido sônico denso que caracterizou o álbum.

Recentemente, Dominic Cramp, co-diretor do selo Gigante Sound, se integra ao projeto para dar força ao conjunto como instrumentista ao vivo. Ele é mais conhecido por seu trabalho como Borful and Lord Tang(s), Vulcanus 68 – assim como tecladista de Carla Bozulich‘s Evangelista, com sua versatilidade tonal única, que permitiu a esse grupo extrapolar os limites de colagem ao vivo, eletroacústica abstrata dark e improvisação.
Em sua segunda visita à América do Sul, e primeira ao Brasil, os três membros trazem sua alucinação auditiva em uma singular exploração de arranjos estruturados e promessas de sons não-harmônicos, e entregam uma música tanto formal quanto diversa, que devem remexer emoções esquecidas ou desconhecidas nos ouvintes.

Realização: SESC-SP
Uma produção da EL Locus Solus (em parceria com a Audio Rebel no Rio de Janeiro)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s